Início > Editorial > Infância Missionária

Infância Missionária

Neste domingo primeiro do ano 2014, dia 5 de janeiro, celebra-se o “Dia da Infância Missionária”. Li na revista juvenil “Audácia” uma explicação concreta sobre a Infância missionária que achei interessante dar a conhecer. Porque as crianças e os adolescentes têm grandes potencialidades para serem discípulos ativos de Cristo.

Um Grupo da Paróquia de Bemposta (Porto) explica concretamente como faz missão na sua terra. Procuram ser uma presença viva na paróquia, com Oração e Atividades. Organizam momentos de oração, vigílias e terços na paróquia. Ajudam no grupo coral. Participam em peregrinações e em Via Sacra, encenando várias estações. Angariam fundos para crianças pobres. Cantam as janeiras. Dizem: “Inventamos formas divertidas de angariar fundos, rezar e crescer na Fé e como pessoas”. Estão a iniciar um projeto chamado “Adotar Avós”, em que cada criança ou adolescente adota um idoso(a) e lhe leva carinho, atenção e alegria, pedindo que contem histórias e ensinamentos, num intercâmbio de gerações. Tudo começou com a ideia de criar um grupo mais vocacionado para a missão e para a transmissão de valores como a solidariedade e a ajuda ao próximo que complementasse a catequese. Afinal é esse o lema da Infância Missionária. Quando foi dado a conhecer o projeto, as crianças ficaram sensibilizadas e quiseram logo formar um Grupo. Foi pedida orientação às Obras Missionárias e receberam ajuda de um Grupo de Infância Missionária do Brasil, com o qual mantém intercâmbio. Reúnem-se de 15 em 15 dias e têm um jornal semestral. Divertem-se porque o convívio saudável é a base do grupo. Ninguém tem obrigação de ir ao Grupo, mas ninguém falta. Um dos objetivos é a angariação de fundos para enviar para a Obra da Santa Infância que canaliza esses fundos para as crianças pobres do mundo. Procuram fazer diversas coisas de forma divertida: cantam as Janeiras, fazem feirinhas. Usam os mealheiros onde cada um deposita as suas pequenas renúncias e donativos dos familiares. E um dos compromissos é rezar uma ave-maria por dia por todas as crianças do mundo.

Numa altura em que tanto se fala de crise económica, é cada vez mais urgente sensibilizar as crianças e adolescentes para os valores da solidariedade, do serviço e da partilha. As crianças são muito sensíveis aos problemas dos outros e essa sensibilidade deve ser canalizada para que esses valores sejam postos em prática. Ao serem membros da Infância e Adolescência Missionária não só desenvolvem esses valores como evangelizam outras crianças que, ao verem o entusiasmo e empenho que os elementos do Grupo manifestam em todas as atividades, ficam entusiasmados e pedem para entrar também no Grupo. Por isso é que este grupo já tem 27 elementos. Nos encontros procuram criar um ambiente descontraído, com surpresas inesperadas, momentos de reflexão, de oração e de jogos. Há tempo para tudo. O entusiasmo, a alegria compensam bem o trabalho e a dedicação a preparar as atividades. O lema deste Grupo é “De mãos dadas, vamos todos contribuir e fazer todas as crianças sorrir”.

Pe. Batalha

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s