Início > Editorial > “Para mim viver é Cristo”

“Para mim viver é Cristo”

Aesta_e_a_nossa_feo ler, no verão passado, a “Porta da Fé”, Carta Apostólica de Bento XVI, o Espírito suscitou no meu espírito uma proposta pessoal e pastoral: confessar a Fé com renovada convicção, com confiança e esperança. Para isto acontecer disse-me o Espírito: faz uma Visitação ao Concílio Vaticano II e uma Peregrinação da Fé Dominical na Catequese paroquial.

Têm sido estes os dois dinamismos das nossas Paróquias:

  • A Visitação do Concílio, que tem nesta “Festa do Concílio”, o seu ponto alto, e que tem produzido a alegria e o conhecimento sobre a nossa Mãe Igreja que devemos amar e defender com humildade e verdade;
  • O CatecismoPara mim viver é Cristo” que hoje vos ofertamos e que tem sido a Peregrinação da Fé Dominical. Esta é a nossa Fé em Jesus Cristo, a Fé da Igreja, na qual nasci, cresci e fui enviado a anunciar-vos.

Com isto, quero significar que esta Fé da Igreja que professamos, apoiada no alicerce seguro que é Cristo Senhor, vo-la entrego, para que também Ele seja para vós Caminho, Verdade e Vida.

Jesus Cristo é, de facto, o Bom Pastor que nos amou primeiro e nos chamou à Vida. Abri, pois, nos vossos corações, a Porta da Fé.

Ao entregar-vos a todos este livro “Para mim viver é Cristo” que faz a Catequese deste Ano da Fé, quero simbolizar-vos a “Entrega = Traditio” da minha experiência de Fé recebida – Fé que eu vi, senti e ouvi na minha família e naqueles que Deus foi pondo no meu caminho ao longo dos meus 75 anos que agora completo. Esta Fé que eu herdei e que vos transmito atravessa a História, como nos narra a Carta aos Hebreus (Heb 11, 1-40) e a Carta Apostólica “Porta da Fé” n.º 13.

“Pela Fé Abraão, ao ser chamado, obedeceu e partiu para um lugar que havia de receber como herança e partiu sem saber para onde ia”(Gn 12,1).

Pela Fé Maria acolheu a palavra do Anjo e acreditou no anúncio de que seria Mãe de Deus na obediência da sua dedicação (Lc. 1,38). Pela Fé os Apóstolos deixaram tudo para seguir o Mestre (Mc 10,28). Pela Fé vivemos também nós, reconhecendo o Senhor Jesus vivo e presente na nossa vida e na história. Porém, adverte-nos o apóstolo Tiago: “De que aproveita, irmãos, que alguém diga que tem fé, se não tiver obras de Fé”. Esta é a nossa Fé. Esta é a Fé da Igreja que nos gloriamos de professar, em Jesus Cristo nosso Senhor!”

P. Joaquim Batalha

 

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s