Início > Um pouco de céu > O ARMÁRIO DO PÃO

O ARMÁRIO DO PÃO

“Ditosos os que agora passam fome, porque serão saciados”. (diz Jesus)

Como era seu costume, Deus foi dar um passeio pela terra dos homens. E, como sempre, poucos eram os que O reconheciam.

Naquele dia passou diante de uma barraca onde estava um menino a chorar. Parou e bateu à porta. Apareceu uma mulher com cara de doente e disse:

– O que é que o senhor deseja?

Deus respondeu:

– Venho ajudá-la.

– Ajudar-me a mim? Vai ser difícil, pois ninguém o quis fazer até agora. Só Deus me poderia ajudar. O meu filho chora, porque tem fome e só me resta um pedaço de pão no armário. Quando o comermos, tudo terá acabado para nós.

Ao escutar isto, Deus começou a sentir-se mal. A sua cara tornou-se a de um doente, como a da mulher, e umas lágrimas, como as do menino, caiam-lhe pela face.

Deus perguntou:

– E ninguém te quis ajudar, mulher?

Respondeu ela:

– Ninguém, senhor. Todos me voltaram as costas.

A mulher ficou impressionada pela reação daquela pessoa. Pelo seu aspeto, parecia ser pobre como ela. Viu-o tão mal, com uma cara tão fraca que, pensando que ia a desmaiar, foi ao armário onde guardava o seu último pedaço de pão e oferece-lho. Quando Deus viu este gesto, emocionou-se muito e olhando-a nos olhos, disse:

– Não, obrigado! Tu precisas mais do que eu. Fica com ele e dá-o ao menino. Amanhã chegar-te-á a minha ajuda. Não deixes de fazer a ninguém o que fizeste comigo. E, dito isto, foi-se embora.

A mulher não entendeu nada, mas ficou-lhe gravado aquele olhar. Nessa noite, o seu filho e ela comeram o último pedaço de pão que lhes restava.

No dia seguinte, a mulher teve uma grande surpresa: o armário estava cheio de pão. Mas a surpresa foi ainda maior quando se deu conta de que, por mais pães que tirasse, nunca se acabavam. Naquela casa nunca mais voltou a faltar o pão.

Depressa compreendeu quem era aquele que lhe tinha batido à porta. Desde então, não deixou de fazer a ninguém o que tinha feito com Ele: partilhar o seu pão com o necessitado.

A pobreza e a fome, a solidariedade e a partilha Deus abençoa.

Questões:

  1. Porque é que eram poucos os que reconheciam a Deus?
  2. Porque é que Deus bateu àquela porta?
  3. Porque é que Deus ficou tão triste com tão mau aspeto e como é que a mulher reagiu?
  4. Que aconteceu no dia seguinte, no armário do pão?
  5. O que é que a mulher não deixou de fazer desde aquele dia e porque é Deus lhe propôs aquele gesto?
  6. Tu serias capaz de partilhar algo de que necessitas com outra pessoa também necessitada? Porquê?
  7. Há pessoas no mundo que passam fome e ninguém as quer ajudar, porquê.
  8. Que aconteceria no mundo, se todos fizessem o que Deus disse àquela mulher? Conheces alguém a fazer isso?
Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s