Início > Editorial > SUBIR À CIDADE SANTA

SUBIR À CIDADE SANTA

Vou partir!…dizia-vos há dias.

Carregados com a crise económica, cultural e moral, partimos na passada quarta-feira, apresentando mãos fechadas sobre os nossos haveres, sempre prontas a destruir e a ferir, com sonhos e quimeras, na nossa vanglória e orgulho, na soberba do progresso e da ciência que não passam de cinza. Diante de Deus abrimos estas mãos para Ele, debaixo das cinzas que somos, fazer reacender o fogo do amor novo, brilhar a luz do perdão, enraizar ideais nobres e generosos e semear nestas cinzas a Esperança.

E, no fim, Jesus fez-nos um convite: Venham comigo ao deserto!

  • Olhai! Que vedes no deserto? Terra árida, seca, sem vida… gente tentada que está ressequida pela ganância, pelo euro-milhões, pelos divertimentos…gente seduzida pelo dinheiro, pelo poder e pela fama…gente que quer Deus ao seu serviço para seu prestígio. Chamo-vos ao deserto para que, sentindo como eu senti essas tentações, façais como Eu fiz: Escutai a Palavra de Deus...a vontade do Pai! Acolhei-A com alegria. E o que vos digo é isto: “Arrependei-vos e acreditai no Evangelho!”
  • Então, Senhor, neste caminho pelo deserto ajuda-nos a fazer uma seleção para deixarmos o que é inútil e nos sobrecarrega sem necessidade. Ajuda-nos a clarificar o nosso olhar, para ver para além das aparências. Ajuda-nos dia após dia a pôr em ordem o nosso coração; para mudarmos o estilo de vida, para nos purificarmos do homem envelhecido pelo pecado e nos revestirmos do homem novo. Ajuda-nos a aprender a viver da nova maneira do Evangelho que escolhemos. Guia-nos pelo teu Espírito, neste deserto, para Te vermos a Ti e aos outros irmãos e a mim mesmo de outra maneira.
  • Queremos atravessar este deserto nas nossas famílias, porque a família é o primeiro berço e a primeira escola onde Deus se manifesta, porque são dois que se unem no mesmo Espírito. Aqui se vive e aprende o amor fraterno, o sentido mais verdadeiro da solidariedade, da justiça, da honestidade, da rectidão, das virtudes sociais tão importantes para sermos cidadãos responsáveis. É também na família que acontece as divisões e discórdias, onde o amor arrefece, se contradiz e desmorona. Então é o deserto onde Deus quer estar com a Sua Palavra de Luz que ilumina e aquece, mas também purifica e renova. Assim o mundo torna-se mais belo e habitável para todos e melhora a vida em toda a sociedade. Pais e mães, jovens e crianças vamos todos peregrinos seguir o Caminho de Jesus que sobe a Jerusalém.
  • Este é o tempo favorável à mudança, em que queremos renovar a nossa aliança batismal.. É tempo de nos pormos de joelhos e confessar os nossos pecados, em que ajoelhados dizemos arrependidos: confesso a Deus e a vós irmãos que pequei por pensamentos e palavras, atos e omissões… É o tempo de renovar esse contrato de amor, esta Aliança entre mim e Deus. É um tempo de conversão que nos prepara para a Páscoa da feliz Ressurreição, para subir à Cidade Santa.

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s