Início > Editorial > O LEGAL PODE SER INJUSTO

O LEGAL PODE SER INJUSTO

Como dizíamos há dias, a propósito do Batismo, não é a inscrição na Escola que nos garante um diploma, como também não é uma certidão de batismo que nos garante a Salvação. Porventura, para ser bom pai ou boa mãe, basta que não se deixe faltar nada em casa e que se cuide dos afazeres domésticos? Para ser um bom filho basta ser dócil aos pais? Para ser bom professor que  se ensine as disciplinas? E a pontualidade só, basta para fazer um bom funcionário? Bastará uma qualidade para alguém ser bom ?

Pelo nosso comodismo cultivamos os mínimos.

Por exemplo a lei “Não matarás” entendemo-la como “não tirar a vida a ninguém”. O caráter pessoal ou comunitário da programação da lei desaparece no anonimato e não se vê a finalidade do bem comum. Não cumpre o 5º mandamento quem se contenta em não tirar a vida ao outro, mas é preciso também eliminar o ódio que se aninha no seu coração, bem como a palavra e a violência que tira a vontade de viver.

Jesus vem ensinar-nos a interpretar a lei segundo o espírito do Pai, indo mais além. Não nos dá normas que atrofiam, mas propõe metas para caminharmos. Os discípulos de Jesus, os que O seguem, não têm uma vida regulamentada, mas a vida orientada para Deus e para os irmãos como tarefa que nunca acaba. Ater-se à letra da lei é seguir a norma do mínimo esforço. É a mediocridade a opor-se à generosidade. Podemos “ser muito legais”, dizendo/pensando: Eu não mato, não roubo, não me meto com ninguém…sou boa pessoa. Sem dúvida. Porém, fica-se a ver o que não se faz.

Jesus convida o cristão, a não se contentar com ‘nãos’, mas a inventar ‘sins’ que saiam do coração. Para Ele, não basta ser bom com os bons, mas também ser bom para com os que são maus connosco. É que posso, de facto, não matar, mas odiar interiormente.

Os mandamentos são trilhos para não descarrilar, mas são mais do que isso, são colinas donde se avista o caminho a percorrer. Por exemplo na sua letra os mandamentos não dizem nada sobre política, mas o espírito de Jesus nos ensina de que hoje, para sermos justos, devemos transformar as estruturas da sociedade.

Por isso, Jesus veio trazer sabedoria aos pequenos; potenciar o melhor de nós mesmos; encher a nossa vida de sentido e do Seu Espírito; revitalizar a nossa história pessoal; mostrar-nos o valor da pobreza e da partilha; veio arrancar-nos da escravidão do poder, do dinheiro e do prestígio; veio falar ao coração de cada um de nós e empenhar-nos na construção do Seu Reino que é um Reino de vida e de santidade, de verdade e de liberdade, de justiça, de amor e de paz.

P. Batalha

Anúncios
  1. António Ventura
    Fevereiro 14, 2011 às 18:51

    O título é sugestivo: O LEGAL PODE SER INJUSTO mas é pouco desenvolvido. Nós vivemos num mundo em que o legal é não só injusto mas eu empregaria um adjectivo ainda mais forte: o legal quantas vezes não é uma imoralidade, uma ofensa à nossa dignidade e inteligência. Criam-se situações, com as quais temos que viver, conviver e sofrer.Se houvesse verdadeira democracia os povos não sofreriam o que sofrem. Há bens para todos mas é como se não tivesem direitos a eles. Como eu gostava de ter feito parte daquelas comunidades cristãs dos primeiros dois seculos do cristianismo em que a partiha era a maneira de viver.Estamos no século XXI e muitos cristãos convivem perfeitamente bem com as legalidades. Para eles se é legal, é moral. Já não interiorizam que o legal é por vezes uma imoralidade e vivem e convivem bem com ela.
    Conhecemos os Evangelhos como se isso fosse suficiente. O cristianismo devia ser uma prática de vida e não uma prática de ir à missa aos domingos e de ir a Fátima .
    Está tudo errado. Somos uns teóricos, uns doutores em Teologias, mas na prática falhamos.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s