Arquivo

Archive for Dezembro, 2010

NATAL, ALEGRIA DA FAMÍLIA

Dezembro 19, 2010 Deixe um comentário

O Natal é uma festa cristã enriquecida culturalmente de forma muito bela, exprimindo valores e anseios fundamentais da família humana: a harmonia, a paz, o calor da convivência, a partilha de dons, a descoberta da dimensão festiva da vida”. (Cardeal Patriarca, D. José Policarpo)

À volta do Menino, com a Família de Nazaré, que nasceu em Belém, ‘casa do pão’, as famílias podem crescer na sua vocação e missão, podem ser “igrejas domésticas”, onde se partilha e aprende a partilhar o pão e a oração, o amor e o serviço, a doação.

Este Natal ajudar-nos-á a olhar com solidariedade para as famílias mais necessitadas de pão e de amor, de emprego e de felicidade, de Deus. A família é que é a Escola verdadeira tendo por exemplo a Família de Nazaré; queiramos nós viver o Natal e aprender com eles a ser família. Que Maria e José nos ajudem e o Espírito Santo nos ilumine.

Celebrar o Natal é:

  • aprender a amar;
  • valorizar a vida, respeitando-a e saboreando-a com Aquele que vem para que tenhamos a vida e a tenhamos em abundância;
  • contemplar no presépio, na humildade e pobreza, a beleza do humano e do divino;
  • adorar o Menino, o Emanuel, Deus connosco, que veio até nós no silêncio, na pobreza, na simplicidade e na bondade de se fazer nosso Irmão para aprendermos a fraternidade e a igualdade e a termos um coração universal, sacudindo o egoísmo e o individualismo.

No presépio, percebemos melhor o valor do pobre, do doente, do marginal, do que não tem pão, nem casa, nem cultura, nem amor, nem Deus”. É na família que temos de incutir valores para que o Natal seja verdadeiramente Natal e nele se dê valor ao nascimento do Salvador.

A Família de Belém-Nazaré é modelo e escolasde valores:

  • José: trabalhador, esposo zeloso e pai dedicado;
  • Maria: amor, ternura, dedicação e espírito maternal;
  • Jesus: filho obediente que crescia, se robustecia, enchendo-se de sabedoria e de graça.

A dignidade e a responsabilidade da família como igreja doméstica só podem ser vividas com a ajuda incessante de Deus”. Por isso, neste Natal, com a sua família, faça a oraçãoda Ceia de Natal.

Um feliz e Santo Natal.

As Bênçãos do Deus Menino desçam sobre vóse as vossa Famílias.

P. Batalha

ORAÇÃO PARA CEIA DE NATAL

Deus Pai, que enviou o Seu Filho muito amado,
derrame a Sua Bênção sobre estes alimentos
e também sobre os membros desta família,
para que assim como agora acolhemos,
contentes, o Seu Filho reconciliador,
também O recebamos confiantes quando vier no fim dos tempos.
Glória a Vós Pai, Filho e Espírito Santo. Ámen.
E o Verbo fez-se Homem e habitou no meio de nós!
Pai Nosso… Ave Maria… Glória…

NÃO TENHAIS MEDO!

Dezembro 18, 2010 Deixe um comentário

Marcador para a 4.ª Semana do Advento

Ao fundo, a pequena Belém

A liturgia deste domingo diz-nos, fundamentalmente, que Jesus é o “Deus-connosco”, que veio ao encontro dos homens para lhes oferecer uma proposta de salvação e de vida nova.

Na primeira leitura, o profeta Isaías anuncia que Jahwéh é o Deus que não abandona o seu Povo e que quer percorrer, de mãos dadas com ele, o caminho da história… É n’Ele (e não nas sempre falíveis seguranças humanas) que devemos colocar a nossa esperança.

O Evangelho apresenta Jesus como a incarnação viva desse “Deus connosco”, que vem ao encontro dos homens para lhes apresentar uma proposta de salvação. Contém, naturalmente, um convite implícito a acolher de braços abertos a proposta que Ele traz e a deixar-se transformar por ela.

Na segunda leitura, sugere-se que, do encontro com Jesus, deve resultar o testemunho: tendo recebido a Boa Nova da salvação, os seguidores de Jesus devem levá-la a todos os homens e fazer com que ela se torne uma realidade libertadora em todos os tempos e lugares.

ESPAÑOL

ENGLISH

MARCADOR PARA A 3.ª SEMANA DO ADVENTO

Dezembro 11, 2010 Deixe um comentário

Louva a Deus, Criador e Senhor de todas as coisas: é uma atitude de justiça pela imensa obra de Deus e de gratidão por toda a sua bondade. Durante a semana faz silêncio durante breves instantes, escutando as vozes que se erguem até ao Deus da vida. O Senhor virá, certamente, em teu auxílio e há-de libertar-te; então, poderás louvá-l’O e agradecer-Lhe todos os seus dons.

Marcador da Palavra para a 3.ª Semana do Advento

DESCOBRIR AQUELE QUE TEM QUE VIR

Dezembro 11, 2010 Deixe um comentário

A liturgia deste domingo lembra a proximidade da intervenção libertadora de Deus e acende a esperança no coração dos crentes. Diz-nos: “não vos inquieteis; alegrai-vos, pois a libertação está a chegar”.

A primeira leitura anuncia a chegada de Deus, para dar vida nova ao seu Povo, para o libertar e para o conduzir – num cenário de alegria e de festa – para a terra da liberdade.

O Evangelho descreve-nos, de forma bem sugestiva, a acção de Jesus, o Messias (esse mesmo que esperamos neste Advento): Ele irá dar vista aos cegos, fazer com que os coxos recuperem o movimento, curar os leprosos, fazer com que os surdos ouçam, ressuscitar os mortos, anunciar aos pobres que o “Reino” da justiça e da paz chegou. É este quadro de vida nova e de esperança que Jesus nos vai oferecer.

A segunda leitura convida-nos a não deixar que o desespero nos envolva enquanto esperamos e aguardarmos a vinda do Senhor com paciência e confiança.

ESPAÑOL

ENGLISH

CARTA AOS CRISMANDOS

Dezembro 8, 2010 Deixe um comentário

Amigos, neste dia lindo da Festa da Imaculada Conceição, saúdo-vos com todo o meu coração de pai da Fé e de pastor por mandato de Jesus, o Bom Pastor, Mestre e Senhor…Saúdo-vos com muita alegria.

Eis aí a descer sobre vós o Espírito Santo a dar-vos força para testemunharem em toda a parte a vossa Fé, anunciando que Jesus é o único Salvador.

Desde o dia do vosso Baptismo, o Espírito Santo habita em vós, mas a sua graça é-vos concedida, agora, de um modo especial no Crisma.(Gál.4,6 e 1Cor.3,16). O Espírito de Deus habita em vós com os seus dons para que , com a sua força, possais ser “testemunhas de Jesus Ressuscitado”, produzindo frutos do Espírito Santo: Amor e Alegria; Paz e Paciência

Bondade e Perdão; Fidelidade e Sinceridade; Modéstia e Simplicidade; Pureza e Domínio de si;

Justiça e Verdade; Compreensão e Diálogo; Festa e Partilha; Ajuda e Serviço; Fortaleza e Prudência; Sacrifício, Fé e Esperança…Como vedes, muito podemos fazer, com o Espírito Santo.

Ajudei-vos a conhecer a Deus, em quem acreditais. Deus é Amor e quem não ama não conhece a Deus. Crentes em Jesus, como os nossos pais da Fé sejamos assíduos ao ensino dos Apóstolos, à união fraterna, à Eucaristia e às orações, pois todos os que haviam abraçado a Fé andavam unidos e partilhavam os seus bens conforme a necessidade de cada um.

O Senhor nos chama a viver em Grupo, em comunidade, em Igreja da qual recebemos a Fé baptismal.

Quero dizer-vos que amo muito a Igreja. Amo-a como um filho ama a mãe que lhe deu a vida. Vejo-a bela e digna de amor, mesmo quando alguma ruga cobre o seu rosto ou quando me parece não entender até ao fundo as suas escolhas e os seus tempos.

Foi dela que eu recebi o dom da Fé pelo Baptismo. É ela que me ajuda a crescer na Fé na Escola da Palavra de Deus. É ela que me alimenta com o Pão da Vida que é o próprio Corpo de Cristo, na Eucaristia. Foi e é por ela que Deus me perdoa os meus pecados, mediante o sacramento da Reconciliação. A minha vocação e missão entre os homens são por ela sustentadas como acontece com a vocação de todos os consagrados. Sinto a gratidão encher-me o coração e o impulso para amá-la e para torná-la cada vez mais digna de crédito e mais bela parece-me superior a todas as razões contrárias.

É minha convicção profunda, amadurecida na experiência dos anos e alimentada pela chama viva da Fé e do amor que a Igreja não nasce de uma convergência de interesses humanos, mas é dom de Deus, fruto da vontade divina. Creio firmemente na Igreja e que ela é obra de Deus e não do homem.

Espírito Santo renovador de todas as coisas, sois a vida da minha vida. Eu Vos adoro, Vos agradeço e Vos amo. Que eu me disponha sempre a gastar as minhas energias no serviço aos irmãos.

Vinde Espírito Santo e fazei destes crismados testemunhas enamoradas e contagiosas do Amor que salva e da Esperança que não engana. Ámen ! Aleluia !

P. Batalha

Este slideshow necessita de JavaScript.


MARCADOR PARA A 2ª SEMANA DO ADVENTO

Dezembro 4, 2010 Deixe um comentário

É o Espírito de Amor que dá a vida: até de noite guia o meu coração. Na 2ª Semana do Advento, prepara o teu coração para celebrar o Natal de Jesus. Deixa-te guiar pelo Espírito de Deus; Ele irá mostrar-te o caminho da vida em plenitude e poderás gozar a alegria plena de viver na Sua presença. Acolhe o Espírito que reza em ti e reza.

Há novos temas de Catequese na página “Catequese 10-11“, com propostas para a caminhada do Advento.

O PRESÉPIO NA FAMÍLIA

Dezembro 4, 2010 Deixe um comentário

Queres ser cristão ?  Não tenhas vergonha !

Queres que a tua família seja cristã  ? Dá sinais disso !

Há sinais e sinais ! Mas neste mês do ano, um dos sinais é o Presépio. Já começaste a construir o presépio na tua casa “Igreja doméstica”? Na semana passada falei-te na “Coroa do Advento” e na oração em família, como Igreja doméstica, para viver o Natal. Hoje falo-te do Presépio, porque o Presépio une a tua família e cultiva nela o Amor que tanto desejas. O nascimento do Deus Menino é Festa de Maria e José e continua a ser Festa para todas as famílias que queiram ir ao presépio aprender o amor, a comunhão, a unidade de vida e de corações.

Cada família, junto do presépio, aprende a ser família unida, dialogante, orante, alegre e feliz; mais serviçal e aberta aos outros, mais solidária e cooperante.

Irmãs e irmãos, abri os vossos corações a Cristo! Não tenhais medo de acolher a Cristo.

Não tenhais medo! Cristo sabe o que há dentro do homem… o que nem o próprio homem conhece em si… o que leva dentro, nas profundezas da sua alma, do seu coração.

Deixa Deus entrar, na tua própria casa. Deixa-te tocar pela Sua graça. Reza-lhe sem medo: Senhor! Que queres que eu faça?

Não substituas o presépio pelas luzes exteriores, pela árvore, pelo ‘pai natal’, pelos presentes e iguarias… Contempla o Presépio na tua casa e repara que Deus entra na história pela porta do serviço. Deus oferece-se no Natal como o grande “Presente”. Contempla-O no presépio da vossa casa: “É que um Menino nasceu para nós, um filho nos foi dado. Tem o poder sobre os seus ombros e é chamado: Conselheiro Admirável! Deus valoroso! Príncipe da Paz!…O Verbo divino fez-se carne e veio habitar no meio de nós.” (Is. 9 e Jo.1).

Por isso, cada figura do presépio representa um modelo e uma escola de valores para a nossa vida familiar do dia a dia: José, trabalhador, esposo zeloso e pai dedicado, exemplo para todos os pais; Maria, com o seu amor, ternura e dedicação e com o seu espírito maternal, é modelo para todas as mães; e Jesus, obediente aos pais, que ia crescendo, robustecendo-Se, enchendo-Se de sabedoria e de graça de Deus, é exemplo para os filhos, para que estes O procurem imitar. No nascimento de cada filho, e no ambiente da alegria que ele representa, os pais podem, e devem, recordar também o nascimento de Jesus.

Na família que quer ser cristã tem de haver um esforço de edificação de valores para que o Natal seja verdadeiramente Natal e nele se dê significado àquilo que recordamos e vivemos nesta data: o nascimento do Salvador.

P. Batalha

EM PLENA CRISE, O DESERTO É UMA LIÇÃO

Dezembro 4, 2010 Deixe um comentário

Rio Jordão, em pleno deserto

A liturgia deste domingo convida-nos a despir esses valores efémeros e egoístas a que, às vezes, damos uma importância excessiva e a realizar uma revolução da nossa mentalidade, de forma a que os valores fundamentais que marcam a nossa vida sejam os valores do “Reino”.

Na primeira leitura, o profeta Isaías apresenta um enviado de Jahwéh, da descendência de David, sobre quem repousa a plenitude do Espírito de Deus; a sua missão será construir um reino de justiça e de paz sem fim, de onde estarão definitivamente banidas as divisões, as desarmonias, os conflitos.

No Evangelho, João Baptista anuncia que a concretização desse “Reino” está muito próxima… Mas, para que o “Reino” se torne realidade viva no mundo, João convida os seus contemporâneos a mudar a mentalidade, os valores, as atitudes, a fim de que nas suas vidas haja lugar para essa proposta que está para chegar… “Aquele que vem” (Jesus) vai propor aos homens um baptismo “no Espírito Santo e no fogo” que os tornará “filhos de Deus” e capazes de viver na dinâmica do “Reino”.

A segunda leitura dirige-se àqueles que receberam de Jesus a proposta do “Reino”: sendo o rosto visível de Cristo no meio dos homens, eles devem dar testemunho de união, de amor, de partilha, de harmonia entre si, acolhendo e ajudando os irmãos mais débeis, a exemplo de Jesus.

ESPAÑOL

ENGLISH