Archive

Archive for Novembro, 2010

JESUS QUER NASCER NA FAMÍLIA

Novembro 27, 2010 Deixe um comentário

Começamos, hoje, o novo ano das Festas cristãs.

Feliz Ano Novo Litúrgico.

Vamos passar pela vida de Jesus contemplando: a sua Encarnação, Nascimento, a sua Ascensão ao Céu, Pentecostes, até à Glória de Senhor do Universo.

Cristo, no Advento, conduz-nos a Deus. O evangelista Mateus, este ano, conduz-nos a Cristo. O Senhor quer reunir todas as nações na Paz eterna do Reino dos Céus; Ele vem julgar os pobres com justiça; Ele vem em pessoa e uma Virgem dá à Luz um Filho, o Emanuel, Deus connosco, anunciado pelos profetas.

Vem Senhor Jesus, Deus Amor, pois este mundo morre gelado, sem carinho, sem amor, sem afecto, sem dom, sem serviço generoso e acolhedor. Vem ensinar-nos a amar, a amar mais, amar melhor nas nossas famílias. Precisamos de aprender Contigo a arte de amar, de servir com generosidade e alegria e de acolher com um coração aberto. Vem Jesus, vem nascer nos nossos corações !

Senhor Jesus, Luz do mundo, Sol nascente, Luz sem ocaso, vem iluminar as nossas inteligências, os nossos corações !

Vamos todos viver o Natal em Família, desde já. Vamos acender o fogo da caridade, do amor nas nossas famílias, as “igrejas domésticas”. Vamos cultivar a espiritualidade da caridade, do amor em família e desenvolver a dimensão da partilha com as Missões, concretamente apoiando a Vera Rato, em Angola.

Jesus, o Filho de Deus, quis nascer na família de Nazaré, Maria e José. Ele é tão nosso Amigo que veio ao nosso encontro para acender em nós o fogo do Amor de Deus. Este Tempo do Advento é tempo para acolher Jesus e celebrar com Ele na família o Seu Nascimento. A melhor maneira de O acolhermos em nossa casa é viver a caridade, o amor nos pensamentos, nas palavras, nas acções, nas atitudes… Por isso, em cada semana vamos desafiar-te a atear este “Fogo da Caridade”.

Propomos que utilizem alguns sinais em Família. Se não têm, façam o Cantinho da Bíblia (Oratório): fazendo a “Coroa do Advento” com 4 velas para acender uma em cada semana. Se não sabem vejam como se faz na Missa dominical. Juntem a Bíblia, aberta, se possível. Com a família que puder sigam os passos de cada semana. Procure, aqui no Farol: “VAMOS TODOS VIVER O NATAL”.

Este é também um tempo oportuno para crescer no espírito de partilha e de consciência missionária. Por isso sugerimos que cada criança tenha um mealheiro missionário em casa e este ano vamos destiná-lo a cuidar das crianças do Bairro do Papelão onde está a Vera em missão. Esses mealheiros irão ao ofertório da Missa da Epifania ou seja na Festa dos Reis Magos, dia 2 de Janeiro. Entretanto também, na Missa do Dia de Natal as crianças da Catequese vão levar ao ofertório prendas para o Menino Jesus dar aos meninos de Angola. Vejam mais adiante, em “CAMPANHA DO MOINHO”, as sugestões de prendas úteis que a Vera nos indica.

Vamos viver o Natal em Família, cultivando o “Fogo da caridade” e Jesus nascerá nos nossos corações.

P. Batalha

Em relação à sugestão do contributo dos meninos da catequese para os meninos daqui, achei fantástica! Creio que o que poderá ser mais útil serão coisas que ajudem à aprendizagem e ao desenvolvimento destas crianças. Aqui na nossa paróquia de Santa Cruz temos um Centro Cultural construído que tem valências de biblioteca e ludoteca, e muitas crianças vêm ler e brincar. Para breve iremos pôr em funcionamento também a mediateca, aprendizagem através de computador. Assim creio que o que seria mais útil seriam cd’s educativos, com matérias para aprender (matemática, português, etc), ou do género de pesquisa, tipo enciclopédia, ou mesmo filmes infantis, para a mediateca; ou outras coisas simples, para os mais novos, como livros para ler, para colorir, puzzles, joguinhos.”      Vera Rato


ESTÁS ATENTO E VIGILANTE?

Novembro 27, 2010 Deixe um comentário

Marcador da Palavra_para a 1ª Semana do Advento

A liturgia deste domingo apresenta um apelo veemente à vigilância. O cristão não deve instalar-se no comodismo, na passividade, no desleixo, na rotina; mas deve caminhar, sempre atento e sempre vigilante, preparado para acolher o Senhor que vem e para responder aos seus desafios.

A primeira leitura convida os homens – todos os homens, de todas as raças e nações– a dirigirem-se à montanha onde reside o Senhor… É do encontro com o Senhor e com a sua Palavra que resultará um mundo de concórdia, de harmonia, de paz sem fim.

A segunda leitura recomenda aos crentes que despertem da letargia que os mantémpresos ao mundo das trevas (o mundo do egoísmo, da injustiça, da mentira, do pecado), que se vistam da luz (a vida de Deus, que Cristo ofereceu a todos) e que caminhem, com alegria e esperança, ao encontro de Jesus, ao encontro da salvação.

O Evangelho apela à vigilância. O crente ideal não vive mergulhado nos prazeres que alienam, nem se deixa sufocar pelo trabalho excessivo, nem adormece numa passividade que lhe rouba as oportunidades; o crente ideal está, em cada minuto que passa, atento e vigilante, acolhendo o Senhor que vem, respondendo aos seus desafios, cumprindo o seu papel, empenhando-se na construção do “Reino”.


Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo

Novembro 20, 2010 Deixe um comentário

Marcador da Palavra para a 34ª Semana do Tempo Comum – Ano C

*** *** ***

A Palavra de Deus, neste último domingo do ano litúrgico, convida-nos a tomar consciência da realeza de Jesus. Deixa claro, no entanto, que essa realeza não pode ser entendida à maneira dos reis deste mundo: é uma realeza que se exerce no amor, no serviço, no perdão, no dom da vida.

A primeira leitura apresenta-nos o momento em que David se tornou rei de todo o Israel. Com ele, iniciou-se um tempo de felicidade, de abundância, de paz, que ficou na memória de todo o Povo de Deus. Nos séculos seguintes, o Povo sonhava com o regresso a essa era de felicidade e com a restauração do reino de David; e os profetas prometeram a chegada de um descendente de David que iria realizar esse sonho.

O Evangelho apresenta-nos a realização dessa promessa: Jesus é o Messias/Rei enviado por Deus, que veio tornar realidade o velho sonho do Povo de Deus e apresentar aos homens o “Reino”; no entanto, o “Reino” que Jesus propôs não é umReino construído sobre a força, a violência, a imposição, mas sobre o amor, o perdão,o dom da vida.

A segunda leitura apresenta um hino que celebra a realeza e a soberania de Cristo sobre toda a criação; além disso, põe em relevo o seu papel fundamental como fontede vida para o homem.

DENÚNCIA E ALERTA DOS BISPOS PORTUGUESES

Novembro 13, 2010 Deixe um comentário

Marcador para a 33.ª Semana do Tempo Comum

************

A Igreja tem o “dever de denunciar certas situações” em nome da “dignidade de cada pessoa”.

A Assembleia dos Bispos Portugueses, reunida em Fátima, pela voz do seu Presidente, D. Jorge Ortiga, manifestou a sua perplexidade pela “falta de verdade nos centros de decisão da gestão pública… A verdade é um imperativo colocado a todos, é um acto de honestidade, sobretudo ao nível dos centros de decisão dos diversos cargos políticos, económicos, sociais e culturais”.

Os actuais tempos de crise, sem dúvida, exigem “duras medidas de austeridade”, mas “apelamos às instâncias governativas para que as classes mais desfavorecidas sejam menos penalizadas e mais ajudadas”.

É hora para pôr cobro à atribuição de remunerações, pensões e recompensas exorbitantes, ao lado de pessoas a viver sem condições mínimas de dignidade”. “As medidas de austeridade, para merecerem acolhimento benévolo dos cidadãos, têm de ser acompanhadas de forte intervenção na correcção de desequilíbrios inaceitáveis e de provocantes atentados à justiça social”.

É hora para repensar as atitudes éticas e cívicas com lucidez vigorosa, com coragem para congregar as energias necessárias no esforço de reformas profundas no estilo de vida, e alicerçada com esperança no humanismo aberto à transcendência e para muitos alimentada no Pai comum que a todos irmana.

É hora também e urgente de procurar uma estratégia de desenvolvimento nacional, reestruturando o papel do Estado; definindo objectivos e metas de um desenvolvimento sustentável com planeamento, sem esquecer a agricultura e floresta; aperfeiçoando o sistema de saúde; corrigindo as grandes desigualdades quer a nível do território, quer a nível da apropriação da riqueza; sem esquecer uma questão pertinente que é a sustentabilidade do ambiente, e outras…

Cuidemos disto e não gastemos o tempo e as pessoas em palavreado inútil e lamentações. Os velhos do Restelo nunca fizeram nada a não ser carpir lamentos. Construamos o futuro.

Os Bispos propõem caminhos de conversão, dentro do autêntico espírito evangélico, como grande esperança para o futuro. Todos devem sentir-se responsáveis pelas causas motivadoras da actual situação, uma vez embarcados no consumismo do supérfluo e seduzidos pelos bens materiais como centro de uma vida feliz.

A Igreja “compromete-se a um trabalho de coordenação e articulação dos diversos organismos eclesiais, presentes em cada diocese”, para responder às situações dos mais desfavorecidos. “As organizações da Igreja ajudarão a complementar a resposta assistencial (alimentação, saúde, vestuário, habitação) com ofertas de promoção humana e de intervenção social”, assegura a nota final da Assembleia dos Bispos.

P. Batalha

*********

Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa – Comunicado Final


SEMANA DOS SEMINÁRIOS

Novembro 7, 2010 Deixe um comentário

Esta semana que hoje iniciamos de 7 a 14 de Novembro é especialmente dedicada aos Seminários para:

  • para tomar consciência que os nossos Seminários são o coração da Diocese, Coração do Bom Pastor, Jesus Cristo Senhor;
  • para lembrar que a presença de Cristo se torna sacramento na pessoa do padre. O que o Padre faz não é coisa sua: é de Jesus Cristo. Por isso Jesus diz “Quem os ouve, a Mim ouve, quem os despreza, a Mim despreza” (Lc. 10,16);
  • para rezarmos pelas Vocações: e o padre aparece na Igreja, porque ela o pede ao Senhor da Messe.

No próximo Domingo Dia dos Semanários, o Ofertório destina-se aos nossos Seminários. Sede generosos.

P. Batalha

Para saber mais sobre a Semana cujo tema é: “Seminário, comunidade dos discípulos de Cristo e irmãos no presbitério”:

MISSIONÁRIAS ENTRE NÓS

Novembro 7, 2010 Deixe um comentário

Temos entre nós duas Missionárias, Irª Fátima Frade e Irª Bety. São Irmãs Missionárias Combonianas, Congregação fundada oficialmente em 1872 por São Daniel Comboni, Bispo. O Instituto Irmãs Missionárias Combonianas representa o segmento feminino da Congregação dos Missionários do Coração de Jesus, ambas, exercendo funções destinadas à animação missionária na Europa e África Central, no campo da evangelização, pela abolição da  escravatura e diversas obras materiais e espirituais. Podeis conhecer melhor, conversando hoje com elas e indo ao Sítio da internet da Congregação.

Como verificam o seu objectivo é a evangelização. “Evangelizar é acção, riqueza, sofrimento, paixão e felicidade para quem encontrou e descobriu o amor de Deus e vive a aventura mais colossal da vida. É ir atrás do Tesouro”.   As missionárias partem com coragem deixando tudo e indo atrás daquilo que são outras gentes, outras culturas para lhes testemunhar Jesus Cristo, nosso Salvador.

Todos nós, baptizados, somos chamados e enviados ao meio em que habitamos, a viver a aventura do Evangelho: “Como Eu vos fiz, fazei vós também!”.

Bento XVI lembrou os Bispos portugueses que os tempos em que vivemos exigem um novo vigor missionário dos cristãos, chamados a formar um laicado maduro, identificado com a Igreja e solidário com a complexa transformação do mundo, e insistiu  em que há necessidade de verdadeiras testemunhas de Jesus Cristo, sobretudo nos meios humanos onde o silêncio da Fé é mais amplo e profundo, e salientou a propósito os meios políticos, intelectuais e dos profissionais da comunicação social.

Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, ensina-nos a tornar a tua Igreja toda missionária, e fazer de cada Paróquia, que é a Igreja a residir no meio das casas dos teus filhos e filhas, uma Casa grande, aberta e feliz, átrio de fraternidade, donde se possa sempre ver o céu, e o céu nos possa sempre ver a nós.

P. Batalha

 

MARCADOR DA PALAVRA – 32ª Semana

Novembro 6, 2010 Deixe um comentário

Marcador_Palavra_32TC-C

A tristeza e o medo entranhando-se no coração ao ponto de o fecharem a toda a esperança até que uma voz chama, liberta e consola: “Vem comigo, deixa os teus muitos medos, descobre a beleza que tu és”. Se experimentas o sofrimento ou a solidão, confia na palavra do Senhor, eu estou contigo. Se os caminhos fechados de uma sociedade desorientada te confundem, escuta o Senhor que diz: “Eu venci o Mundo”.

 

COMO FILHOS, PARTICIPAREIS DE UMA NOVA NATUREZA

Novembro 6, 2010 Deixe um comentário

Parte antiga de Jerusalém - No meio, esplanada do Templo, onde se situa o evangelho de hoje

A liturgia deste domingo propõe-nos uma reflexão sobre os horizontes últimos do homem e garante-nos a vida que não acaba.

Na primeira leitura, temos o testemunho de sete irmãos que deram a vida pela sua fé, durante a perseguição movida contra os judeus por Antíoco IV Epifanes. Aquilo que motivou os sete irmãos mártires, que lhes deu força para enfrentar a tortura e a morte foi, precisamente, a certeza de que Deus reserva a vida eterna àqueles que, neste mundo, percorrem, com fidelidade, os seus caminhos.

No Evangelho, Jesus garante que a ressurreição é a realidade que nos espera. No entanto, não vale a pena estar a julgar e a imaginar essa realidade à luz das categorias que marcam a nossa existência finita e limitada neste mundo; a nossa existência de ressuscitados será uma existência plena, total, nova. A forma como isso acontecerá é um mistério; mas a ressurreição é uma certeza absoluta no horizonte do crente.

Na segunda leitura temos um convite a manter o diálogo e a comunhão com Deus, enquanto esperamos que chegue a segunda vinda de Cristo e a vida nova que Deus nos reserva. Só com a oração será possível mantermo-nos fiéis ao Evangelho e ter a coragem de anunciar a todos os homens a Boa Nova da salvação.

ESPAÑOL

ENGLISH