Início > Editorial > S. CURA D’ARS E A PÁSCOA

S. CURA D’ARS E A PÁSCOA

As nossas Paróquias de Santa Bárbara e Ribamar viveram, nas duas semanas anteriores, a Visita da Imagem Peregrina de Jesus Cristo, Rei e Sacerdote. Foi um tempo privilegiado e favorável à nossa caminhada e vivência pascal.

Com o Programa e o Guião tivemos tempos para a Oração, a Partilha, a Penitência e tempos para a Reconciliação. Tempos para a Adoração do SSmo Sacramento. Tempos para a Catequese sobre “Cristo é o único Sacerdote”, “A Igreja é um Povo Sacerdotal”, “O Padre enquanto Pároco” e “O Sacerdócio na Proclamação dos Mistérios da Fé” e Catequese sobre as Vocações. E foi tempo de partilha para o Haiti, para a Caritas/Madeira e oferendas para os nossos Seminários.

Para quem as aproveitou, foram duas semanas fortes para melhor correspondermos aos apelos de Jesus desde o início desta Quaresma: «Arrepende-te e acredita no Evangelho.»

Foram ainda tempos para conhecermos a vida de Santo Cura d’Ars, Padroeiro dos Sacerdotes, tendo em conta o Ano Sacerdotal. Ao celebrarmos o Jubileu dos 150 anos de Santo Cura d’Ars ficámos a conhecer a sua vocação sacerdotal.

É preciso que cada cristão perceba e reconheça a importância do papel e da missão do sacerdote na Igreja de Cristo e na sociedade contemporânea.

Os sacerdotes são importantes não só pelo que fazem, mas também pelo que são, testemunhas e portadores da Boa Nova. Eles têm nas suas mãos o mistério de Cristo, Pastor e Porta das ovelhas.

O Cura d’Ars que se chamava P. João Maria Vianney, quando chegou a Ars encontrou uma povoação descristianizada. Começou por conquistar a simpatia, a confiança e a amizade das pessoas, sobretudo em família. Mas estava consciente de que não bastava conquistar os corações, pois era preciso convertê-los a uma verdadeira vida cristã. Para isso fazia grandes mortificações e passava a maior parte do dia, e por vezes da noite, a rezar diante do sacrário. O seu exemplo de vida começou a atrair algumas pessoas à Missa dominical, a outras orações e à catequese. Passados alguns anos, a povoação de Ars tinha-se convertido. Os pobres já não estavam abandonados e os senhores já tratavam dignamente os seus criados. Fundou uma casa “A Providência” para raparigas pobres e abriu uma escola para rapazes.

A reputação da Paróquia começou a atrair multidões, acorrendo de todo o mundo. Ele diz do padre: “O Padre é um homem que assume o lugar de Deus… que pode atribuir a si as palavras de Jesus: Ide! Como o Pai me enviou, também Eu vos envio… Todo o poder Me foi dado no céu e na terra. Ide e instruí todas as nações.”   Vede o poder do Padre! Na consagração diz: “Isto é o meu Corpo”… e a sua língua converte um pedaço de pão no próprio Deus. Dizia: “Respeitem os Padres e rezai por eles, porque eles rezam todos os dias por vós. Rezai muito, para que Deus vos envie bons Padres”.

Entretanto, aos Domingos a igreja estava sempre repleta, por ocasião das Missas, da Oração da Tarde “Vésperas”, da Catequese e da oração do Rosário. Foi preciso alargar a igreja.

Dedicava-se ao atendimento no Confessionário até altas horas da noite. Ele exaltava o sacramento da Eucaristia, a Comunhão e a Adoração ao Santíssimo Sacramento. Ele dizia: “O alimento da alma é o Corpo e o Sangue de Deus. Que belo alimento!… Meus filhos, não há nada tão grande como a Eucaristia!”.

Ele passava horas a fio diante do Santíssimo Sacramento do Altar. Ele dizia: “Nosso Senhor está lá escondido, à espera de que O vamos visitar e dirigir-lhe as nossas preces. Vede como Ele é Bom!”.

Ele exortava os cristãos a praticar obras de caridade, visitando os idosos, pessoas isoladas ou doentes, sobretudo ao Domingo.   O Cura d’Ars tinha um particular cuidado em chamar a atenção dos seus paroquianos para a importância da Palavra de Deus, que é também uma forma de presença de Deus. Por isso dava muita importância à Catequese.

Muito mais coisas se pode dizer dele, sobre a Oração, Nossa Senhora e sobre o sofrimento. Lembro a proposta de Jesus: “Sede perfeitos como o Pai celeste é perfeito!

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s