Início > Editorial > CARTA AOS MAIS NOVOS

CARTA AOS MAIS NOVOS

carta-

A alegria e a paz de Jesus esteja convosco !

Eis-nos a começar novo ano de catequese. Isto faz-me lembrar que a Igreja é a “Casa e a Escola da Fé”; e lembra-me a saudação do Anjo a Nossa Senhora, ao entrar na casa dela: “Ave Maria, ó cheia de graça, o Senhor está contigo!”. É na casa de Maria que é a Igreja do seu Filho, Jesus, que nós aprendemos a conhecer Deus, “crescendo em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens”.

Faz-me também lembrar quando Jesus percorria as terras da Palestina em que ia muita gente ouvi-l’O e entre essa gente também havia crianças e Jesus mostrava-se muito carinhoso para com elas, abraçando-as, impunha-lhes as mãos e abençoava-as. (Lede na Bíblia em Marcos 10, 13-16)

Faz-me lembrar o encontro de Zaqueu que procurava ver Jesus, subindo à árvore e a sua conversa em casa dele. (Vede em Lucas 19, 1-10)

Lembro outro encontro de Jesus em Betânia na casa de Marta, Maria e  Lázaro, em que Maria sentada aos pés de Jesus escutava a Sua Palavra”. (Lede Lucas 10, 38-42)

Outro encontro muito bonito foi o de Jesus com a mulher samaritana junto ao poço de Jacob (João 4, 1-42). Ela ficou surpreendida por Jesus ter falado para ela, porque os judeus e os samaritanos não se falavam. Ela tendo-O escutado até ao fim, abandonando o seu cântaro, correu à cidade a testemunhar a conversa com Jesus e como a Sua Palavra transformou e transfigurou a sua vida. Fez dela uma missionária de Cristo. Ainda outro encontro que me lembro foi o do jovem rico com Jesus (Marcos 10, 17-22). “O jovem corre para Ele, ajoelha-se, pergunta e escuta” – “Que devo fazer para alcançar a vida eterna?”. Jesus fitando nele o olhar mostrou-lhe com grande amizade um caminho mais feliz, mas ele não teve a coragem de ir mais longe. Isto também me lembra a oração Salmo 144: “O Senhor é bom para com todos; cheio de ternura para com todas as suas criaturas”.

Com tudo isto, a nossa Catequese também me lembra a história da “Vendedeira de maçãs”:

«Um grupo de empresários foi a um congresso internacional e tinham prometido às suas esposas chegar na 6ª feira à noite. Porém, o congresso acabou tarde e chegaram atrasados ao aeroporto. Entraram todos a correr pelos corredores. De repente, sem querer, um tropeçou numa mesa que estava cheia de maçãs. Estas espalharam-se por todo o lado. Sem parar e sem se voltarem para trás, os empresários continuaram a correr para apanhar o avião. Por pouco não o perderam. Todos menos um. Este teve pena da dona das maçãs, parou e disse aos seus amigos: podem seguir viagem sem mim; e pediu a um para telefonar à sua mulher que iria no voo seguinte. Depois foi ter com a vendedeira das maçãs e ficou impressionado quando soube que ela era cega. Encontrou-a a chorar com as maçãs espalhadas pelo chão. Andava às apalpadelas à procura das maçãs, enquanto a multidão passava, apressadamente, sem parar e sem se interessar pela sua pouca sorte. O empresário juntou-se a ela à procura das maçãs. Meteu-as na cesta e ajudou-a a montar a venda. Enquanto o fazia, verificou que muitas se tinham estragado. Pegou nelas e coloco-as noutro cesto. Quando terminou, o empresário pegou na carteira e disse à vendedeira cega: Toma por favor estes 100 euros para pagar os prejuízos que causámos. Está bem assim?! Ela a soluçar disse que sim com a cabeça. E ele continuou dizendo: Espero não lhe ter estragado o dia.

Quando o empresário já se preparava para ir embora, a vendedeira cega diz-lhe com voz firme: Senhor…- Ele parou e voltou a olhar para aqueles olhos cegos, e ela continuou – …você é Jesus?! Ele ficou estático e depois deu várias voltas antes de se dirigir para o avião impressionado com a pergunta daquela mulher: “Você é Jesus !”»

Realmente a Catequese é para nos fazer parecidos com Jesus.

Queridos amigos escutai também Jesus que vos fala pelos catequistas. Cuidai do vosso “Cantinho da Bíblia”. Manifestai a vossa alegria, cantando os cânticos de Jesus. Não falteis à Festa de Jesus – a Eucaristia. Ele é o “Pão da Vida”. A Missa é a grande Festa dos Amigos de Jesus.

Deixai que termine esta minha carta com as palavras do Salmo 112(113): “Aleluia ! Louvai, meninos, o nome do Senhor! Bendito seja o nome do Senhor agora e para sempre”.

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s