Início > Editorial > OUTRO ESTILO DE VIDA

OUTRO ESTILO DE VIDA

Recado4Crise!…Crise!… Crise!… Falências!…Despedimentos!… Desemprego!…Salários e prémios exorbitantes de gestores que são uma afronta aos pobres… É já um noticiário doentio, como se nada de bom acontecesse entre nós.

Porém, também há boas notícias. Nós temos de promover o que se vai fazendo de bom, de desenvolvimento que anima a esperança. São muitos que lutam pela Esperança. Quero, aqui, sublinhar algumas acções da Igreja, nossa Mãe, com esta recomendação: “Não amemos com palavras e com a língua, mas com obras e em verdade”.

Em Lisboa , às quintas-feiras, as “Conferências de Maio” do Centro de Reflexão Cristã abordam a “Esperança e Justiça contra a crise”.

Por sua vez a Conferência Episcopal Portuguesa, a propósito dos 50 anos do Monumento a Cristo-Rei que também está relacionado com uma crise, os Bispos convidam todos os cidadãos para uma reflexão alargada sobre a situação económica que precisa de um novo modelo e que passa pela solidariedade. Assim promove, por estes dias, um Simpósio sobre “Reinventar a Solidariedade, em tempo de crise”, procurando novos caminhos para a “fantasia da caridade” e novas propostas para uma caridade mais efectiva. É neste sentido que a nossa Diocese de Lisboa está a apostar numa “Igreja Solidária”. É o seu desafio para este Projecto. Para isso precisa de Grupos de Acção Social.

É por causa deste Projecto que houve mais uma reunião no Centro Diocesano do Turcifal para criar uma dinâmica que vise encontrar respostas, de forma rápida e coordenada, potenciando as capacidades de cada um , para não deixar ninguém sem as condições mínimas necessárias de vida, e que ajude a enfrentar de forma mais organizada e eficaz, as carências com que um número cada vez mais crescente de pessoas se tem vindo a deparar.

É preciso ajudar a dignificar o ser humano, não apenas pela partilha material, mas também pela oferta de trabalho, reconhecendo que este é uma dimensão integrante da sua dignidade como pessoa humana. Ali foi apresentado aos técnicos e responsáveis de instituições e grupos sociais o Regulamento do Projecto “Igreja Solidária”:  orientações, critérios, organização e formulários – para a sua operacionalidade.

Bento XVI pede que os cristãos não sejam egoístas e que ajudem os pobres e os que não têm voz. Já Jesus dizia: “Dai-lhes vós mesmos de comer!”. Como? Perguntavam os discípulos e Ele respondeu-lhes: organizai-vos !

Já no Dia Mundial da Paz ele nos alertava: “A Comunidade cristã não deixe de assegurar a toda a família humana o seu apoio às iniciativas de uma solidariedade criativa, não só para distribuir o supérfluo, mas mudando sobretudo os estilos de vida, os modelos de produção, as estruturas consolidadas de poder que regem hoje a sociedade”.

É este caminho que também Nossa Senhora da Paz nos indica, no seu 4ºRecado que ela ontem nos deixou:

Recupera o sentido comunitário. Reage à tentação do individualismo comodista. Participa. Compromete-te com actividades que te obriguem a sair de casa: numa instituição, na paróquia, em convívio com amigos,… sê fraterno/a, solidário/a,  generoso/a. Se possível, partilha bens materiais, trabalho, tempo e generosidade. Criai grupos de acção social.

Cultivai a , praticai a CARIDADE e animai a ESPERANÇA

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s