Início > Editorial > VOCAÇÕES

VOCAÇÕES

bannerNeste sábado em que tivemos reunidos, entre nós, no Santuário de Santa Bárbara, os Acólitos da nossa Diocese, no seu XXIX  EMA (Encontro de Ministros do Altar), abrimos a “Semana de Oração pelas Vocações de consagração.

Ser Acólito é uma vocação, sem dúvida. Porém, “Vocações” há muitas e em diversas direcções. Vamos à raiz. Deus destinou todos os homens, abençoando-os, para realizar uma vocação na sua vida terrestre, como nos diz a Bíblia: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a; dominai sobre os peixes do mar, as aves do céu e todos os animais que rastejam sobre a terra”(Gén.1,28)

Vocação significa chamamento. Nós somos chamados ora para dar a nossa presença ora para executar alguma tarefa ou assumir alguma missão. O chamamento é sinal de confiança. O que é chamado é importante para quem o chama. A vocação humana tem, ao mesmo tempo, a sua dimensão pessoal no sentido de chegar ao pleno desenvolvimento dos seus talentos, e também a sua dimensão social no sentido de colocar os seus dons pessoais ao serviço dos outros, da comunidade. Por isso saibamos que vivemos concretamente a nossa vocação humana servindo naquelas actividades habituais que exige a profissão de cada um.

Porém, todos os baptizados são chamados à santidade, segundo a palavra de S. Paulo: Esta é a vontade de Deus, a vossa santificação (!ª Tês. 4,3 e Rom. 1,7). Há vocações missionárias, como por ex. Moisés (Ex. 2,1-10 e 3, 10).  A continuação da missão de Cristo foi confiada à sua Igreja: “Como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós”(Jo.20,21). Guiados por S. Paulo, entendemos a relação entre os dons e os ministérios (serviços): “Há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo; diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo; diversos modos de acção, mas é o mesmo Deus que realiza tudo em todos”(1ª Cor.12, 4-6).

Esta Semana de Oração é dedicada especialmente às vocações de consagração sobretudo à vocação ao ministério sacerdotal, para que o Senhor nos corações pais jovens que se disponham a ser padres.

É a oração que prepara a vocação, porque ela é obra da graça e dom de amor. Deus precede-nos sempre no caminho que antes de ser aventura humana é iniciativa divina. Antes do chamamento dos discípulos, Jesus rezou.

Neste Ano Paulino, também S. Paulo nos mostra que a iniciativa da conversão e do chamamento são sempre de Deus. Uma comunidade orante oferece, aos que são chamados, ambientes e momentos propícios ao discernimento e à resposta livre e generosa.

E compreende-se que seja a partir da Eucaristia e do serviço do altar que a comunidade cristã perceba melhor o mistério do dom de Deus e se dê maior valor à resposta humana de quantos são chamados.

E contemplando a vocação de Maria, Mãe da Igreja, que pelo seu “Sim” se tornou a Mãe de Deus e nossa Mãe e se faz nosso exemplo, ensinando-nos a cultivar no coração o acolhimento sereno e generoso ao projecto de Deus.

Pedi ao Senhor que dê mais trabalhadores à sua Igreja.

P. Batalha

————————————————————————————–

Com a Bíblia Peregrina, a Palavra de casa em casa (de 26 de Abril a 2 de Maio) semana-3pascoa-biblia-peregrina NOVO

————————————————————————————–

Material de Apoio à 46ª Semana  das Vocações

untitled

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s