Início > Editorial > PROFETAS DA ESPERANÇA

PROFETAS DA ESPERANÇA

011Neste Domingo a Palavra de Deus traz ao meu pensamento uma cadeia enorme de gente, começando pela 1ª leitura, ao apresentar-nos Moisés a dizer ao povo: “O Senhor, teu Deus, fará surgir no meio de ti, de entre os teus irmãos, um profeta como eu; a ele deveis escutar.”. O primeiro sentimento que brota em mim é a minha vocação baptismal: ser profeta, ainda mais responsabilizado por ser padre. O que é ser profeta? É o porta-voz de Deus.

Esta vocação profética despertou na minha memória, ao mesmo tempo, muitas figuras: Moisés e outros profetas bíblicos, como João Baptista e Jesus Cristo, S.Francisco de Assis, S.António de Lisboa, P. António Vieira, Carlos de Foucauldt, João XXIII, Monsenhor Cardygn, P. Américo, P. Abel Varzim, Madre Teresa de Calcutá, João Paulo II, Nelson Mandela, Gandhi, Luther King, … São referências a que sou efectivamente mais sensível na minha espiritualidade e vocação missionária do Evangelho. Mas esquecerei outras ainda, bem como outras tantas e mais, a que outros serão sensíveis, como por exemplo Kiko do Caminho Neocatecumenal, ou Josémaria Escrivá, fundador da Opus Dei; como podemos lembrar o Movimento dos Cursos de Cristandade e o Renovamento Carismático…etc.

No Evangelho de hoje, Jesus é apresentado como porta-voz de Deus e do seu Reino: um ensinamento novo dado com autoridade. Proclama a verdade e denuncia o erro, o mal. Esta é também a nossa vocação baptismal.

Alguns destaques, tendo em conta eventos recentes. O P. António Vieira, no 400º aniversário do seu nascimento (1608): missionário, exímio pregador do Evangelho, defensor dos negros africanos e dos índios do Brasil; criticou e promoveu a abolição da escravatura… Luther King, tal como Gandhi, pregavam a doutrina cristã do amor e da boa vontade; esse defensor inesquecível dos direitos cívicos das pessoas, independentemente da sua condição ou raça… É célebre o seu grandioso discurso “Tenho Um Sonho” concretizado agora em Barak Obama tornado o primeiro presidente negro dos EUA (40 anos depois do seu assassinato, 4.04.1968).

E o que fizeram os Papas João XXIII (com o Concílio Vaticano II) e João Paulo II (pregoeiro do Evangelho e da Paz, percorrendo o mundo) ?

Jesus é o Profeta por excelência que veio dizer e mostrar que nos ama muito e espera que nós participemos activamente deste amor, realizando assim o seu Reino. Jesus demonstra que o Reino que Ele anuncia não é apenas apelo à livre conversão de cada um, mas luta vitoriosa contra o mal que supera o homem.

Como Jesus, a Igreja deve apresentar ao mundo a Palavra de Deus e o anúncio do seu Reino; deve também demonstrar, em sinais e obras, que o poder de Deus supera o mal: no empenho pela justiça e no alívio do sofrimento.

Por isso, ao enfrentarmos a crise actual, não fiquemos apenas a vê-la como económico-financeira, porque como alguém já disse, o défice de responsabilidade civil, criminal e moral é muito maior que o défice financeiro. Por isso é uma crise cultural que só se resolve com novos hábitos e novos estilos de vida.

Aqui, a Igreja tem de ser profeta da esperança. Uma esperança activa e transformadora.

P. Batalha

—————————————————————–

Informações sobre o 4º Encontro da Escola Paroquial:


Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s