Início > Editorial > TRABALHO DIGNO, VIDA DIGNA

TRABALHO DIGNO, VIDA DIGNA

Recebi esta Semana da Cáritas Diocesana, por proposta da Obra Católica Portuguesa das Migrações, um apelo a uma Campanha “Trabalho digno, vida digna”.

O trabalho é uma obrigação, um dever do homem.

O homem deve trabalhar por causa da sua subsistência e do desenvolvimento da humanidade. Por isso, há aquele provérbio: O trabalho dá saúde e faz crescer ou Barco parado não faz viagem ou Com trabalho e perseverança tudo se alcança.

O homem deve trabalhar, ainda, por consideração para com o próximo, especialmente a família, mas também a bem da sociedade e da nação a que pertence. Mais,… o trabalho tem um sentido social, porque o homem é herdeiro do trabalho de gerações passadas , mas também artífice do futuro daqueles que virão depois. Por isso, o trabalho e a criação do emprego são um desafio cultural e social.

O trabalho faz parte integrante da vida humana para desenvolvimento pessoal e comunitário. Sem ele há uma carência na dimensão fundamental da sua dignidade.

Todas as pessoas têm direito ao trabalho e responsabilidades nele. Têm direito a trabalhar em condições dignas e a um rendimento suficiente para as suas necessidades económicas, sociais e familiares mais elementares.

O trabalho, aqui na nossa zona, está quase todo estruturado em empresas de tipo familiar, com base nas relações familiares, observando-se um relacionamento básico de cooperação no trabalho. Empresários e trabalhadores  partilham da consciência de terem interesses comuns, dado que é o bom funcionamento da empresa que assegura as remunerações de uns e de outros. Porém, não está isento de problemas: desentendimentos, injustiças praticadas no dia a dia, preferências, dureza do trabalho, abusos no horário de trabalho, da parte do empresário, e trabalho insuficiente ou falta de dedicação da parte do trabalhador, desigualdades de rendimentos,…

Nós somos um povo de emigrantes em busca de trabalho que garanta melhores condições de vida. Tornámo-nos, entretanto, um país de imigrantes. Recebemos muitos milhares. Como tratamos esses irmãos ?! Sabemos que muitos têm sido manipulados e explorados, desempregados e empurrados para o crime…

Mediante o trabalho digno todos temos o direito a ganhar o pão de cada dia, em condições dignas e estáveis, com protecção que garanta o acesso à segurança social, pensões, subsídio de desemprego, protecção na maternidade e cuidados de saúde de qualidade para todos.

É preciso alterar as regras comerciais injustas e garantir que os acordos comerciais sejam transformados em instrumentos de implementação de um trabalho digno e de um desenvolvimento sustentável. Devem ser incluídos nos acordos comerciais mecanismos vinculativos para a promoção e reforço do trabalho digno que abranjam as normas de trabalho fundamentais.

Não podemos enfrentar a globalização de maneira defensiva ou competitiva, mas devemos ser solidários.

P. Batalha

.

Anúncios
  1. lana
    Abril 28, 2010 às 12:46

    legal

  2. Abril 28, 2010 às 12:47

    trabahar nos da satisfaçao

  1. Setembro 13, 2008 às 14:03

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s