Início > Editorial > Qual é a tua VOCAÇÃO?

Qual é a tua VOCAÇÃO?

Estamos a preparar um feliz acontecimento para as nossas Paróquias e para a Igreja Diocesana que é a Ordenação do Daniel. Por isso, a Catequese dedicou o último encontro deste ano às “Vocações”.
Ficámos a perceber melhor o que é uma vocação, como chamamento, e que há várias vocações: o matrimónio, a vida sacerdotal do padre, a vida religiosa, a missionária, os leigos consagrados no mundo…e a vocação baptismal, fundamento de todas, vocação a que todos somos chamados para acreditar e dar testemunho de Jesus. Por isso, somos chamados à Catequese e alguns são chamados a ser Catequistas.
A Catequese tem por finalidade responder ao chamamento de Jesus: Vinde Comigo e aprendei de Mim que sou manso e humilde de coração.
A Catequese é caminhar com Jesus e aprender com Ele: filhos, pais e catequistas…todos.
Ao chegarmos ao termo das actividades deste ano, devemos perguntar-nos: o que é que aprendemos com Jesus na Catequese deste ano? Que dificuldades encontrámos?
A relação catequese-família é muito importante. As crianças e jovens precisam de sentir continuidade entre o que aprendem na catequese e o que se vive na família. Não esquecer que no casamento prometeram “educar os filhos segundo a Lei de Cristo e da Sua Igreja” e também na celebração do Baptismo dos filhos prometeram novamente “educá-los na Fé cristã”. Por isso os pais devem interessar-se e acompanhar a Catequese dos filhos. Há três momentos importantes no desenvolvimento da Fé cristã em que a Catequese paroquial ajuda a família a promover nos seus filhos e que tem a ver com os três Sacramentos da Iniciação Cristã: Baptismo, Confirmação ou Crisma e Eucaristia. Neste sentido, o Senhor Patriarca acaba de publicar “Normas sobre a Celebração dos Sacramentos” que trazem algumas inovações e leva a alterações na caminhada da Catequese.
Os três momentos importantes para o desenvolvimento da Fé são: a Profissão de Fé (baptismal), o Crisma e a Eucaristia ou Primeira Comunhão.
Pais!… Não se descuidem em fazer aquilo que sabem: não basta cuidar da saúde dos filhos, de os alimentar, de os vestir e de lhes proporcionar a instrução; tão importante como isso é cuidar seriamente em os ajudar a encontrar um ideal que dê sentido à vida e os ajude a sentirem-se felizes. Por isso a educação moral da consciência é uma tarefa importante e urgente para o desenvolvimento equilibrado da personalidade. Sem esta educação moral não formamos homens nem cristãos.
A Catequese paroquial oferece uma ajuda preciosa nesta educação moral, ao propor o Evangelho de Jesus, não apenas como conhecimento, mas como proposta a seguir Jesus, como caminho que leva à Vida. E as aulas de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) que não substituem a Catequese também são outro contributo para a educação integral desenvolvendo os valores do amor, da paz, da justiça e da solidariedade.
Em tudo isto a Missa Dominical desempenha um papel fundamental na formação cristã.

Pe. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s