Início > Editorial > PEREGRINAÇÃO À SENHORA DA PAZ

PEREGRINAÇÃO À SENHORA DA PAZ

Ver o Programa da Festa da PAZ – Sábado, 10.05.2008

A paz é, hoje, um bem escasso no mundo: nas pessoas, nas famílias, nas colectividades locais e regionais, nas nações e nas relações internacionais.

Neste Domingo, a Igreja celebra uma Jornada Mundial das comunicações sociais. Os meios de comunicação social em si não são bons nem são maus. Tanto podem fazer bem, como podem fazer mal e alimentar discórdias.

O tema deste ano – “Os m.c.s. na encruzilhada entre protagonismo e serviço. Buscar a verdade para partilhá-la” – põe em relevo como é importante o papel destes instrumentos na vida das pessoas e da sociedade. A verdade é uma das condições essenciais para haver paz.

A verdade é o fundamento, mas também são necessárias a justiça, o amor e a liberdade. Porque a justiçao amor faz cada pessoa sentir como próprias as necessidades dos outros; e a liberdade exige que cada pessoa assuma a responsabilidade dos seus próprios actos. leva cada um a respeitar os direitos dos outros e a cumprir os próprios deveres;

Procurar a Verdade… Procurar a Paz partilhando.

A Catequese nas nossas Paróquias é um esforço na construção de um mundo mais pacífico.

É preciso educar bem as pessoas para que produzam boas estruturas e ter boas estruturas para educar bem as pessoas. A família, a escola, as instituições sociais e políticas e os meios de comunicação social têm influência na educação das pessoas. Não admira que uma pessoa nascida numa família que se tenha desagregado ou tenha permanecido junta mas com desavenças contínuas, educada numa escola que ensina a competição como principal norma de convivência humana, exposta a uma televisão que mostra cenas de violência, integrada numa sociedade em que as oportunidades de futuro são apenas para os mais fortes, venha a ser um cidadão propenso a atitudes violentas.

A violência e a paz são questões de cultura.

Por isso, esta semana oremos pela Paz: “Senhor…que a nossa segurança não venha das armas, mas do respeito. Que a nossa força não seja a violência, mas o amor. Que a nossa riqueza não seja o dinheiro, mas a partilha. Que o nosso caminho não seja a ambição, mas a justiça…Queremos defender a dignidade de toda a criação, partilhando, hoje e sempre, o pão da solidariedade e da paz.”

Vamos levar as nossas famílias com os seus filhos que andam na Catequese a esta Peregrinação à Senhora da Paz que tem num braço de Mãe o seu Filho Jesus, Príncipe da Paz, com o mundo nas mãos, e na outra mão a Pomba da Paz, num olhar de Esperança.

Vamos todos no próximo Sábado, à noite, ser peregrinos da Paz.

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s