Início > Não classificado > FESTA DE SÃO JORGE – DIA DO ESCUTISMO

FESTA DE SÃO JORGE – DIA DO ESCUTISMO

São Jorge é um exemplo sempre vivo do que um escuteiro deve ser. Quando ele enfrentava os perigos, situações temerosas, nunca tinha medo. Enfrentava-as corajosamente, sem procurar descanso. Festejar, hoje, o padroeiro é olhar com alegria para o modelo de vida a seguir – marcados pela alegria de quem vive o escutismo com satisfação e sabedoria.

O Movimento Escutista tem um significado e peso na educação da juventude portuguesa que não podem ser ignorados. Por isso, até podemos dizer: plantemos árvores hoje se queremos ter floresta amanhã. Aproveitemos inserir os nossos jovens no Escutismo. No Encontro Diocesano da Juventude, no Bombarral, o Senhor Patriarca desafiou os jovens: “Vejo poucos jovens a arriscar na disponibilidade para dar testemunho de Jesus e construir um mundo novo. A Igreja de Lisboa precisa de vocês. Não tenham medo!” É seguir o exemplo de S. Jorge.

Precisamos de dirigentes com qualidade. Esta depende do grau de formação humana, espiritual e pedagógica que tiverem. É uma constante entre a formação dos dirigentes, a sua preparação, a sua ligação à comunidade cristã e a imagem que deixa passar o Escutismo.

O grande desafio em toda a parte é conseguir em preparar homens e mulheres com o perfil que o CNE supõe para alguém fazer parte da Direcção, estar à frente de um Bando, dum Grupo ou duma Equipa ou duma Secção. Ser ‘chefe’. É louvável o esforço que se faz para conseguir para qualificar os Dirigentes. Quando se exige o CAP para alguém ser chefe de Secção, quando se multiplicam as oportunidades para todos os dirigentes terem a formação correspondente à função que exercem, não é apenas uma questão de disciplina, para cumprir orientações e evitar problemas. É uma questão de respeito pelos jovens e uma garantia aos pais que confiam os seus filhos aos respectivos chefes das diversas secções. O CNE, o Escutismo é uma escola de humanismo. É preciso competência e aptidão para trabalhar nela. Falei no CAP, mas há outros tantos cursos de capacitação.

Para haver qualidade, supõe um testemunho de vida pessoal e familiar, competência e responsabilidade profissional, bom nome social e participação na vida comunitária.

Supõe ser um homem ou uma mulher de Igreja, conhecedor da pedagogia e da Bíblia.

Supõe ser amante e respeitador da Natureza.

Supõe, por isso, ser cumpridor da Lei do Escuta e coerente com a sua Promessa, até para transmitir Princípios.

O Escutismo educa pela confiança, pela responsabilidade e pela acção.

O Escutismo tem uma originalidade que o caracteriza, que é o facto de ter escolhido a natureza para a sua aplicação. Daí a importância dos acampamentos nos seus planos de actividades. O contacto com a Natureza favorece o regresso, a recuperação de uma vida equilibrada, dá o sentido do belo, a admiração pela criação e a descoberta dos seus mistérios.

Na opinião do fundador, Baden Powell, o Escutismo deve empenhar-se em dar ao jovem: carácter, habilidade manual, boa saúde, a felicidade pela procura de Deus e o gosto do serviço.

O Escutismo dá ao jovem um estilo de vida, feito de franqueza, de simplicidade, de abertura, de serviço.

P. Batalha

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s