Arquivo

Archive for Março, 2008

NASCER DE NOVO ENQUANTO QUE EM JERUSALÉM É NOITE

Março 31, 2008 Deixe um comentário

SEGUNDA-FEIRA II

Nicodemos (o velho Israel) é convidado a nascer de novo durante a festa da Páscoa. É a condição para entrar no Reino.
O ESPÍRITO oferece-lhe a Vida de Deus, que transforma a nossa “vida velha”. Nascer é permanecer sempre vivo, através do desejo de ir mais além no amor.

VISITA PASCAL

Março 30, 2008 1 comentário
Foi Festa Pascal em Ribamar. O Pároco de Ribamar da Lourinhã, P. Joaquim Batalha, com um grupo de cristãos leigos, durante a Semana Pascal, realizou a Visita Pastoral, visitando 421 Famílias.

Esta Visita era acolhida pelas famílias que tinham assinaladas as suas casas com vasos de flores ou verduras ou então, ao ouvir o toque da sineta nas ruas se punham à sua porta para convidar a entrar.

Esta Visita Pascal constava de cumprimentar as pessoas desejando-lhes uma Feliz Páscoa e depois uma Oração de Bênção da Família e da Casa, dando a beijar a cruz do Senhor, com a aspersão da água baptismal. Este ano o pároco ofereceu um Quadro com as imagens dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, seguindo-se uma Oração de Consagração da Família.

Em cada dia o início da Visita era assinalado com o estalar de um foguete que assim animava também a Festa Pascal ao longo da semana. Sentia-se o acolhimento feliz e a alegria pascal no coração das pessoas. Feliz Páscoa.

FELIZES OS QUE ACREDITAM

Março 29, 2008 Deixe um comentário

A Páscoa é o Dia que o Senhor fez para nossa Salvação: “Exultemos e alegremo-nos nele”.

Esta é a feliz notícia e alegre novidade que percorre o mundo, partilhando a alegria e a Esperança.

A Páscoa, como festa dos baptizados, faz-me lembrar duas coisas:

1. Os pais, ao pedir o Baptismo dos filhos, comprometem-se a educá-los na Fé e a Igreja adverte-os dizendo “que aprenda convosco a amar o Senhor…”. A aprendizagem dos gestos, das atitudes, da vida é mais convincente para as crianças;

2. A Páscoa dos baptizados e esta aprendizagem advertem-nos para as celebrações da Primeira Comunhão ou Comunhão Solene que serão na Festa do Corpo de Deus, em 22 de Maio.

A Primeira Comunhão é um acontecimento importante, mas que faz da formação, da tal aprendizagem, um processo dinâmico e permanente.

A Primeira Comunhão é um momento forte do crescimento do cristão no seu compromisso com Cristo e com os irmãos.

Na caminhada, que é feita de muitos passos, nós vamos crescendo. A caminhada, que não é só nossa, mas de todos, vai-nos criando laços, vai-nos unindo.

Por isso, a catequese não se pode preocupar só com o “dia” da Primeira Comunhão, mas com a “vida” vivida em comunhão.

A Missa deste 2º Domingo da Páscoa, pelo livro dos Actos dos Apóstolos, faz-nos o retrato do estilo de vida a cultivar pelos cristãos, que implica quatro fidelidades:

1. Catequese: Fiéis ao ensino dos Apóstolos, os cristãos reuniam-se, contavam aos apóstolos os acontecimentos de cada dia e faziam-lhes perguntas. Então os apóstolos contavam: “Uma vez, Jesus…”. Assim as pessoas ficavam a conhecer cada vez melhor o Evangelho de Jesus.

2. Partilha de bens: Fiéis à partilha de bens, os cristãos não queriam que ninguém passasse fome, que a ninguém faltasse o necessário para viver. Por isso, os que tinham repartiam com os que não tinham; e assim ninguém passava necessidade. Foi um pouco parecido o que fizemos na Quaresma, partilhando com a Casa do Gaiato.

3. Fracção do Pão: Fiéis à fracção do Pão, os cristãos no primeiro dia da semana, o Dia do Senhor, celebravam a Eucaristia, a que chamavam “Fracção do Pão”. Ao tomarem Cristo Ressuscitado no Pão (comungavam), eles ganhavam força para viverem como Jesus.

4. Orações: Fiéis às orações, reuniam-se nas casas uns dos outros, algumas vezes para encontros de oração comunitária. Unidos num só coração e numa só alma, rezavam ao Pai e cantavam salmos, hinos e cânticos.

Felizes os que assim acreditam.

Por isso, os que se preparam para a Primeira Comunhão devem fazer esta aprendizagem.


P. Batalha

A HORA MUDA…. MAS HÁ COISAS IMUTÁVEIS

Março 28, 2008 Deixe um comentário

PÁRA! Este é o teu momento!

Alguém muito especial quer dar-te colo.
Aproveita e recebe esta visita, clicando AQUI.


Quando estiveres em dificuldade, a pensar em desistir, lembra-te dos obstáculos que já conseguiste superar. Agora… clica AQUI


O P. Carlos Azevedo, capelão do Hospital Dona Estefânia, organiza mais uma Peregrinação de 22 a 25 de Maio (inclui o feriado do Corpo de Deus e o fim-de-semana seguinte.

Se estiver interessado, consulte o PROGRAMA.

COMEÇANDO por JERUSALÉM

Março 27, 2008 Deixe um comentário

QUINTA-FEIRA I

Aparição aos 12 apóstolos (Lucas)

Começando por Jerusalém, Jesus Ressuscitado dá uma paz e uma alegria que são fruto da comunicação da Vida de Deus.

QUANDO PARTIA O PÃO

Março 26, 2008 Deixe um comentário

Quarta-feira I

APARIÇÃO NO CAMINHO DE EMAÚS (Lucas)

O dom da Páscoa é a Eucaristia. Em cada Eucaristia, Jesus aparece-nos Ressuscitado. Oxalá que na Eucaristia fizéssemos a experiência do caminho de Emaús até chegar ao reconhecimento de Jesus como companheiro de jornadaa es la Eucaristía. En \n cada Eucaristía Jesús \u003cbr\u003ese nos aparece Resucitado. Ojalá que en la \n Eucaristía hiciéramos la experiencia del camino de Emaús, hasta \n llegar al reconocimiento de Jesús como compañero de \n ruta.\u003c/span\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#fffcdd\”\u003e\n \u003cp align\u003d\”left\”\u003e\u003cb\u003e\u003cfont face\u003d\”Arial Unicode MS\”\u003eJUEVES \n I\u003c/font\u003e\u003c/b\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#deaa3d\”\u003e\n \u003cp\u003e\u003cb\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt\”\u003eEMPEZANDO por JERUSALÉN\u003c/span\u003e\u003c/b\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt;font-family:Times New Roman\”\u003e\u003cbr\u003e\u003c/span\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\”\u003e\u003cb\u003e\u003cfont color\u003d\”#ffffff\” size\u003d\”4\”\u003eAparición a los 12 apóstoles \n (Lucas)\u003cbr\u003e\u003c/font\u003e\u003c/b\u003e\u003c/span\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt;font-family:Times New Roman\”\u003eEmpezando por \n Jerusalén, Jesús resucitado da una paz y una alegría que son fruto \n de la comunicación de la Vida de Dios.\u003c/span\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#fffcdd\”\u003e\n \u003cp align\u003d\”left\”\u003e\u003cspan lang\u003d\”ca\”\u003e\u003cb\u003e\u003cfont face\u003d\”Arial Unicode MS\”\u003eVIERNES \n I\u003c/font\u003e\u003c/b\u003e\u003c/span\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#deaa3d\”\u003e\n \u003cp style\u003d\”text-align:justify\”\u003e\u003cb\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt\”\u003eAPARICIÓN CERCA DEL LAGO\u003c/span\u003e\u003c/b\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt\”\u003e\u003cbr\u003e\u003c/span\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\”\u003e\u003cb\u003e\u003cfont color\u003d\”#ffffff\” size\u003d\”4\”\u003eAparición a través de la pesca milagrosa \n (Juan)\u003cbr\u003e\u003c/font\u003e\u003c/b\u003e\u003c/span\u003e\u003cspan lang\u003d\”CA\” style\u003d\”font-size:14pt\”\u003eJesús se nos \u0026quot;aparece\u0026quot; en cada Eucaristía, \n como entonces cerca del lago, y con una presencia más real que la de \n aquella primera Pascua. Porque en la Eucaristía comulgamos \n interiormente con el RESUCITADO.\u003c/span\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#fffcdd\”\u003e\n \u003cp align\u003d\”left\”\u003e\u003cb\u003e\u003cfont face\u003d\”Arial Unicode MS\”\u003eSÁBADO \n I\u003c/font\u003e\u003c/b\u003e\u003c/p\u003e\u003c/td\u003e\u003c/tr\u003e\n \u003ctr\u003e\n \u003ctd bgcolor\u003d\”#deaa3d\”\u003e”,1] ); //–> .

REMBRANDT Harmenszoon Van Rijn –
A Ceia em Emaús

MARIA! RABBUNI!

Março 25, 2008 Deixe um comentário

TERÇA-FEIRA I

Aparição a Maria Madalena (João)

No Jardim do Éden, Adão dava nome às coisas. No jardim da Páscoa, Maria e Jesus, “dão-se um nome novo”. Voltam a chamar-se pelo nome, mas com um amor novo. Que cada um, hoje se sinta chamado pelo próprio nome de AMOR.

Duccio de Buoninsegna

PRIMEIRA SEMANA DA PÁSCOA – OITAVA

Março 24, 2008 Deixe um comentário

Somos convidados ao encontro com Jesus Cristo, com o fim de ser testemunhas no meio do mundo.
São relatadas as aparições de Jesus seguindo os 4 evangelhos.

SEGUNDA FEIRA I
IDE A MEUS IRMÃOS
Aparição às mulheres (Mateus)

Jesus na cruz disse a primeira parte do salmo 21: “Meu Deus, porque me abandonaste”? Agora, Ressuscitado, diz a 2ª parte deste mesmo salmo: “Anunciarei o Teu nome aos meus irmãos“. O dom maior da Páscoa é que Deus Se fez nosso Pai, e que todos nós somos irmãos.

Março 22, 2008 Deixe um comentário

A Alegria e a Paz de Cristo Ressuscitado
Esteja convosco !

Ele é o Sol da Páscoa refulgente
Que brilha no nosso horizonte
E ilumina o nosso futuro.
Ele á Fonte da Água Viva
Que alimenta a nossa Fé
E anima os nossos corações nos caminhos da vida.
Ele, pelo seu Espírito,
Renova e fortalece a nossa humanidade.

Demos graças ao Senhor porque Ele é bom
Exultemos e rejubilemos
Pelas maravilhas que Ele fez por nós!

Acolhei este meu abraço jubiloso na alegria e na paz

Vosso amigo

P. Batalha

SAUDAÇÃO PASCAL

Março 22, 2008 Deixe um comentário

Cristo ressuscitou !

Ele é a nossa Salvação. Aleluia !

A Alegria e a Paz de Cristo Ressuscitado esteja convosco!

Amigos,

Quero anunciar-vos que a Morte e Ressurreição de Cristo é a verdadeira Fonte de Água Viva para os crentes.

Diz-nos Jesus:

“Quem beber da água que Eu lhe der…ela tornar-se-á nele uma fonte de água que dá a vida eterna” (Jo.4,13).

“Tirareis água com alegria das fontes da Salvação” (Is. 12,3).

“Se alguém tem sede, venha a Mim e beba: do coração daquele que acredita em Mim correrão rios de água viva” (Jo. 7,37-38).

Jesus oferece uma água que pode satisfazer a sede mais profunda do coração humano:

“Senhor, meu Deus, eu te procuro, a minha alma tem sede de Ti” (Sl.62,1).”A minha alma tem sede do Deus vivo”(Sl. 42,3).Também nós suspiramos “como terra gretada, ressequida, sem água”(Sl. 63,2).

Por isso, a nossa atitude e oração devem ser cada vez mais a da samaritana:

“Senhor dá-me dessa Água”.

Em Sexta-Feira Santa, nós vimos jorrar do lado aberto do Coração de Jesus Água e Sangue, a Fonte inesgotável donde nasce a Igreja com o Banho da regeneração e pela renovação do Espírito – Sacramentos do Baptismo e da Eucaristia. Assim se cumpriam as Escrituras, conforme tinha sido anunciado. Jesus tornou-se, para cada um de nós, a fonte da água viva, na qual se lavam as culpas e se transformam os corações pela acção do Espírito Santo, purificador e santificador.

Nós que, na Escola Paroquial, abeirámo-nos da Bíblia, qual Poço de Jacob (Jo.4,4ss), bebendo com mais abundância das fontes da Palavra, sentimos grande alegria. Por isso, da Eucaristia Pascal brotam as fontes da Salvação que geram e alimentam a Igreja. Não podemos, pois, calar o anúncio desta boa nova de alegria que é viver em Cristo Jesus.

Quem celebra a Páscoa tem de ser testemunha das maravilhas de Deus; tem de sentir a urgência de dizer a todos, com o exemplo da vida e com a força da Palavra, que Jesus Cristo é o Senhor.

A todos apresento as minhas saudações pascais na alegria da Ressurreição.

Este é o Dia que o Senhor fez; exultemos e alegremo-nos nele. Ámen, Aleluia!

P. Batalha (in Farol das Paróquias de Ribamar e Santa Bárbara)